Creioque há apenas um Deus vivo e verdadeiro, infinito em toda aexcelência, Criador e Supremo Governador do céu e da terra, indizivelmente glorioso em santidade e digno de toda adoração, confiança e amor. Na Única natureza e dignidade da Divindade há três pessoas, o Pai, o Filho, e o Espírito Santo, indivisíveis, iguais em toda perfeição divina, executando ofícios distintos, mas harmoniosos. Estes três são um pela Divindade, e, na unidade, são três por suas propriedades.
Na pessoa do Pai de nosso Senhor Jesus Cristo creio que Deus, como Criador, manifesta disposição paternal para com todos os homens. Ele é Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, a quem enviou a este mundo para salvar os pecadores e deles fazer filhos por adoção. Aqueles que recebem a Jesus Cristo e nele creem são feitos filhos de Deus, nascidos pelo seu Espírito, e, assim, passam a tê-lo como Pai celestial, dele recebendo proteção e disciplina.
Na pessoa do nosso Senhor Jesus Cristo, creio que, em Sua Divindade Absoluta, Ele era Divino como nenhum outro homem pode ser, sendo Deus verdadeiro de Deus, existente por toda a eternidade e coigual com o Pai e o Espírito. Em Sua humilhação voluntária Ele não abandonou a Sua Divindade e em sua encarnação, Ele foi miraculosamente gerado pelo Espírito Santo e nasceu da virgem Maria como nenhum outro homem foi ou pode nascer; padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu ao mundo dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia; subiu aos Céus e está sentado à direita de Deus Pai Todo Poderoso, de onde há de vir a julgar os vivos e os mortos.
Do Espírito Santo, creio que Ele é uma pessoa divina, igual com Deus Pai e Deus Filho, e da mesma natureza, eternamente procedente do Pai e do Filho e deve ser com ambos adorado. Ele estava ativo na criação. Em sua relação com o mundo incrédulo, Ele restringe o maligno até que o propósito de Deus seja cumprido. Ele convence do pecado, da justiça e do juízo. Ele é testemunha e capacita a pregação e o testemunho na verdade do Evangelho.Seu propósito nesta era é glorificar o Filho.
Creio na Igreja, una, santa universal, apostólica e nesta era, pecadora. Essa igreja universal é uma instituição do Novo Testamento, instituída por Jesus Cristo, que é o seu único Cabeça; revelado através dos apóstolos; habilitada e perpetuada pelo Espírito Santo; é o seu corpo e lhe deve toda a glória. A catolicidade da igreja traz-nos a certeza de que existe apenas uma única Igreja de Cristo. A igreja é santa e pecadora; santa por seu chamamento, regeneração, justificação e progressiva santificação. Pecadora, pelo poder do pecado que ainda exerce influência sobre seus membros. A santidade da Igreja é uma chamada à responsabilidade de sermos santos em Cristo no poder do espírito que habita em nós. Creio que Deus, no exercício de sua sabedoria, está conduzindo o mundo. A história caminha de forma irreversível para o Dia do Juízo, quando Cristo, o Senhor da História, julgará todos os homens. Deus determinou esse dia em que há de julgar o mundo por Jesus Cristo e todos quantos forem justificados pela fé em nome do Senhor Jesus Cristo, viverão corporalmente na eternidade, na presença de Deus, no pleno gozo das bem-aventuranças celestiais. Amém!

 

Pr. Ari Langrafe Junior

© 2016 Igreja Batista Calvário